Logo

GLOBALIZAÇÃO E MERCOSUL

Acordo comercial - O recente anúncio do fechamento de um acordo, considerado “fase 1” entre China e Estados Unidos gerou fortes elevações em todos os contratos de commodities agrícolas negociadas nesta segunda-feira, 16, na Bolsa de Chicago.

Varejo/EUA - As vendas no varejo dos Estados Unidos avançaram menos do que o esperado em novembro, com os norte-americanos cortando os gastos discricionários, o que pode levar os economistas a recuar nas previsões de crescimento econômico para o quarto trimestre.

Negociações comerciais - Os 27 líderes nacionais da União Europeia concordaram em uma cúpula nesta sexta-feira em iniciar negociações comerciais com o Reino Unido após a “ratificação e implementação efetiva” do acordo do Brexit, disseram fontes diplomáticas.

Acordo comercial - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta sexta-feira que os EUA chegaram a um acordo sobre a chamada fase um de um acordo comercial com a China, no qual Washington vai suspender tarifas sobre importações chinesas que entrariam em vigor no domingo, enquanto Pequim ampliará as compras de produtos agrícolas dos EUA.

Taxa de juros - O Federal Reserve - Fed anunciou ontem que manteve as taxas de juros dos Estados Unidos. O Banco Central americano sinalizou que os custos dos empréstimos permanecerão inalterados indefinidamente, colocando como expectativa, o crescimento econômico moderado e o baixo desemprego, indicando que esses índices devem continuar até as eleições presidenciais do próximo ano.

Zona do euro - A produção industrial da Zona do Euro caiu como esperado em outubro devido a um declínio entre os bens de capital usados para investimento, mostraram nesta quinta-feira estimativas da agência de estatísticas da União Europeia, Eurostat.

COP 25 - O grupo negociador dos quatro países emergentes que engloba o Brasil, a África do Sul, a Índia e a China quer que as negociações em torno dos mecanismos de mercado do Acordo de Paris — o chamado artigo 6 — sejam concluídas em Madri e que os países ricos cumpram seu compromisso de prover finanças ao mundo em desenvolvimento.

Argentina - A nova safra de soja da Argentina se desenvolve sobre uma série de incertezas, porém, duas delas preocupam mais os produtores locais neste final de 2019: o clima e a política. E para o início de 2020, as mudanças esperadas são bastante profundas, haja vistas que o novo presidente, Alberto Fernández, assumiu nesta terça-feira, 10 de dezembro, e traz como sua vice, Cristina Kirchner. 

Tarifas - Negociadores dos Estados Unidos (EUA) e da China estariam trabalhando para adiar uma nova rodada de negociações envolvendo tarifas americanas sobre importações chinesas, cujo início está previsto para 15 de dezembro.

Comércio da China - O comércio exterior da China registrou um crescimento constante nos primeiros 11 meses de 2019, expandindo 2,4% em relação ao ano anterior, informou a Administração Geral das Alfândegas (AGA).

Alemanha - As exportações da Alemanha subiram inesperadamente em outubro, com a demanda de fora da Europa oferecendo um impulso à maior economia do continente, que oscilou à beira da recessão nos últimos trimestres.

Corredor Bioceânico – Os governos locais de La Rioja e Catamarca (Argentina) e Atacama (Chile) estão incentivando, nos últimos anos, um projeto para construir um “Corredor Bioceânico” que permita sistematizar o envio de produtos minerais e agroindústrias para os portos do norte do Chile.

Segunda, 09 Dezembro 2019 11:59

País deve crescer menos que emergentes

Economia brasileira - Depois da mais brutal recessão de sua história recente e uma das mais lentas recuperações, a economia brasileira ainda vai crescer abaixo de seus pares emergentes nos próximos anos, com risco de um desempenho ainda mais tímido caso o País se limite às reformas econômicas já aprovadas.

Sexta, 06 Dezembro 2019 14:27

Bolsonaro cobra avanço na TEC do Mercosul

Mercosul - O presidente Jair Bolsonaro cobrou ontem que o Mercosul avance na negociação para redução da Tarifa Externa Comum (TEC) do Mercosul e que os acordos comerciais fechados nos últimos meses, com União Europeia e Efta, sejam implementados rapidamente para que o bloco não perca mais oportunidades.

Reforma tributária - A França rejeitou a ideia dos EUA para que empresas possam optar por sair de uma reforma tributária internacional, disse o ministro das Finanças, Bruno Le Maire, nesta sexta-feira, pedindo que Washington negocie de boa fé.

Milho - O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) informou uma nova venda de milho nesta sexta-feira (6). Foram 245,872 mil toneladas da safra 2019/20 adquiridas pelo México. 

Tarifas - A China informou nesta sexta-feira que vai abrir mão de tarifas sobre alguns embarques de soja e carne suína dos Estados Unidos, no momento em que os dois lados tentam fechar um acordo para acabar com sua guerra comercial.

Mercado - Como já era esperado, a China está importando menos soja do mundo (devido a febre suína africana) e, consequentemente, do Brasil.

Grãos - O Conselho Internacional de Grãos (IGC) indicou que o comércio desse tipo de produto deve bater recordes em 2019/2020. O total de grãos comercializado está previsto para chegar a uma alta de 375 milhões de toneladas no próximo ciclo, o que representa um aumento de 3% em relação ao ano passado e o maior número da história. 

Redução de tarifas - Tarifas precisam ser reduzidas para que a China e os Estados Unidos alcancem um acordo provisório sobre comércio, afirmou o Ministério do Comércio nesta quinta-feira, mantendo sua postura de que algumas tarifas norte-americanas precisam ser revertidas para a fase um de um acordo.