Logo

Quarta, 25 Março 2020 15:03

Queda do preço do petróleo afeta o principal cliente da Conaprole

Escrito por 

Exportações/UR – A queda no preço do petróleo - que no princípio de março foi perto de 30% - “gera preocupação” na indústria de laticínios do Uruguai, considerando que a Argélia – um forte exportador de petróleo – vem sendo o principal comprador da Conaprole durante o ano.

 

“Sem dúvida isso vai afetar. A Argélia tem sido nosso principal comprador e gera muita preocupação”, ressaltou o presidente da Conaprole, Álvaro Ambrois.

 

“Nos pegou em um momento de bons negócios para nossos produtos o que nos permitirá gerenciar realocações com certa tranquilidade”, acrescentou.

 

Segundo a consultora Blasina y Asociados, a desvalorização da moeda brasileira e o surto de coronavírus na China atingiram fortemente as exportações de lácteos do Uruguai, que em fevereiro somaram 11.018 toneladas que geraram US$ 34,5 milhões em divisas, o que corresponderam a quedas de 44% e 41%, respectivamente, em relação a janeiro, consolidando-se com a mais baixa desde janeiro de 2016.

 

A Argélia voltou a ser o principal destino, recentemente, com uma participação de 32% do total faturado e 30% dos volumes embarcados. Em fevereiro foram exportadas 3.304 toneladas de leite em pó integral no valor de US$ 10,9 milhões, um aumento de 32% e 13% interanual, respectivamente, mas, com queda de mais de 50% em relação a janeiro.

 

O segundo comprador de lácteos em fevereiro foi o Brasil, com uma participação de 18% do total, tanto em volume como em valores. A China, que foi o principal destino em janeiro, caiu para a quarta posição no mês passado.

 

A preocupação da Conaprole, a principal indústria de laticínios do país, não é diferente em relação ao que vive o país em seu conjunto. Ainda que estejam sendo realizados embarques, já existe postergações pontuais no envio de produtos.

 

Ambrois disse que “também o comércio não é normal” e que, no momento, não foi dada uma reativação da China, ao menos no mercado dos produtos lácteos.

 

“Conaprole teria negócios em andamento e alguns foram postergados. Os portos trabalham normalmente e isso é uma boa notícia. Esperamos que o mercado básico seja normal, não apenas para nós, mas também para dinamizar a economia mundial”, disse, em referência ao gigante asiático.

 

De qualquer forma, o foco da cooperativa hoje está no mercado interno.

Informações adicionais

  • NUMERO SELECTUS: 5861
  • Fonte da Notícia: El Observador – Tradução livre: Terra Viva
  • Data: Quarta, 25 Março 2020
Lido 32 vezes