Logo

Quinta, 27 Fevereiro 2020 16:37

Curso para produtores de leite em Gurinhatã mostra como melhorar e baixar custos com a alimentação do rebanho

Escrito por 

Custos com alimentação - O treinamento com foco na Alimentação - Preparo, Conservação e Utilização de Alimentos, promovido pelo Sistema Faemg / Senar Minas em parceria com o Sindicato Rural de Gurinhatã, foi uma demanda dos produtores de leite da região, que estavam com dificuldades em acertar a alimentação para o rebanho.

Com o treinamento, os produtores rurais descobrem que os erros vêm de muito tempo, onde a informação vinha passando de pai para filho muitas vezes de forma incorreta.

“Este curso tem uma carga horária de 40 horas e ao final desenvolvemos nos participantes a capacidade de entender a importância da alimentação e da nutrição para o desempenho do rebanho leiteiro, de se familiarizar com os métodos de conservação de forragens nas formas de feno e silagem, de avaliar as condições das pastagens, de estarem atentos ao preparo e ao fornecimento de maneira adequada do alimento concentrado e do alimento mineral  e, por fim, o balanceamento e fornecimento adequados das dietas para as diferentes categorias de animais existentes na propriedade”, explicou o instrutor Alexandre Stockler Bojikian, responsável por ministrar as aulas.

“A gente fazia o silo como meu pai e meu avô, mas na verdade não sabia como era o certo. Precisava fazer uma ração, tinha que chamar um técnico.  Quando paramos uma semana para fazer o curso mudamos totalmente a rotina da fazenda, mas é muito bom, muito proveitoso. Agora, depois desse treinamento, cada participante já sabe formular a sua ração, fazer a dieta das vacas e, no meu caso, vai baixar meus custos”, disse Lucirlei dos Reis, um dos participantes.

 

 

“Fazíamos a silagem, mas não sabíamos a técnica correta para fazê-la e com o curso aprendemos. Aprendemos também a fazer fenação manual, como misturar sal e os cuidados com o pasto, onde teremos mais atenção a partir do treinamento. Foi um aprendizado muito grande para nós. Já nesta seca vamos diminuir os gastos e no ano que vem será ainda melhor, depois que investirmos na pastagem”, afirmou Charles Adam Cardozo Reis, administrador e produtor rural.

 

Informações adicionais

  • NUMERO SELECTUS: 5842
  • Fonte da Notícia: Faemg
  • Data: Quinta, 27 Fevereiro 2020
Lido 40 vezes