Logo

Sexta, 20 Setembro 2019 15:36

Alta do dólar eleva exportações; importações ficam estáveis

Escrito por 

Exportações de lácteos - Em agosto, os embarques nacionais de produtos lácteos subiram, enquanto as importações ficaram praticamente estáveis. As exportações totalizaram 1,8 mil toneladas em agosto, elevação de 2,2% frente a julho, mas recuo de 10,8% na comparação com o mesmo mês do ano passado.

O total importado aumentou ligeiro 0,5% frente a julho, mas registrou baixa de 22,9% na comparação anual, com volume de 10,2 mil toneladas. A alta nas exportações esteve atrelada à valorização de 6,5% do dólar frente ao Real de um mês para o outro, com média de R$ 4,02 em agosto. Com a atratividade da taxa de câmbio, o volume de leite fluido enviado ao mercado internacional aumentou expressivos 108% frente a julho, totalizando 260 toneladas. O principal comprador foi o Uruguai, que adquiriu 63% do total ofertado, o equivalente a 163 toneladas de leite fluido, consequência da oferta restrita no país. Os queijos e o creme de leite também tiveram participações importantes na pauta de exportação, com aumentos de 31,2% e 3,8%, respectivamente, em relação ao mês passado, totalizando 295 e 603 toneladas, respectivamente. Juntos, esses produtos representaram 48% do total. Para os diversos tipos de queijos, os principais destinos foram a Rússia e o Chile e, para o creme de leite, as Filipinas. Quanto às importações, de modo geral, se estabilizaram em agosto, com exceção das elevações pontuais nos volumes de leite em pó e leite modificado, de 2,9% e 42,3%, nessa sequência, frente ao mês anterior. Com participação de 56% no total adquirido pelo Brasil, o volume de leite em pó equivaleu a 5,7 mil toneladas, aumento de 5,6% nas compras do Uruguai e da Argentina.

BALANÇA COMERCIAL – O saldo da balança comercial do mercado lácteo diminuiu 5,4% entre julho e agosto, com déficit de US$ 29,4 milhões. Apesar do recuo por três meses consecutivos, no ano, ainda há alta de 7,9%. Em volume, o déficit se manteve estável no mesmo período, com 8,3 mil toneladas.

Notas: (1). Consideram-se os produtos do Capítulo 4 da NCM mais leite modificado e doce de leite. (2). O soro de leite é medido em quilos, não sendo convertido em litros. Fonte: Comex / Elaboração: Cepea.

Por Juliana Santos

Informações adicionais

  • NUMERO SELECTUS: 5742
  • Fonte da Notícia: Cepea
  • Data: Sexta, 20 Setembro 2019
Lido 75 vezes
"plano de saúde"