ASSUNTO

Miséria - Dos 1,3 milhões de trabalhadores rurais economicamente ativos que havia no PR em 1990, 526 mil (38,4%) não recebiam qualquer remuneração dos seus patrões. O Censo Agropecuário do IBGE revela que o número de empregados na agricultura em 1985 (254 mil) cresceu 33,6% em relação ao volume de 1980. Dos 1,4 milhões de agricultores paranaenses ocupados que viviam no campo em 90, 605 mil (42,7%) tinham de 15 a 19 anos de idade. O número de agricultores economicamente ativos foi de 1,3 milhões de pessoas em 1990, o equivalente a 31,8% da população economicamente ativa do Estado. Dos 397 mil trabalhadores do PR empregados em atividades agrícolas em 90, 295 mil (74,3%) não tinham carteira assinada. (O Estado do Paraná)