Logo

Call me on Skype Subscribe on YouTube
Quinta, 14 Abril 2016 18:51

Índices IFCN do preço do leite e custo de produção – março/2016

Indicadores IFCN - A relação entre os Índices IFCN do preço do leite/custo da ração, no mês de março, ficou em 1,12. A rentabilidade média do produtor de leite nos últimos 12 meses está em 1,23, mantendo a persistente queda iniciada em julho de 2014, quando era 1,73. Comparada ao mesmo mês do ano passado, houve redução de 26%.

Pelas previsões da FAO a oferta de cereais será ainda abundante na campanha 2016/17, mantendo o custo de produção compatível com os preços. No entanto, a recuperação nas cotações do petróleo pode causar desequilíbrio. Os estoques elevados de produtos lácteos continuam pressionando o preço do leite ao produtor. Mesmo assim, os índices IFCN indicam que a atividade é lucrativa, ainda que, com margens mínimas, e tendência de queda.

- O Índice IFCN dos preços do leite, é uma combinação dos preços médios de uma cesta de commodities lácteas negociadas no mercado mundial.

Representa o quanto uma indústria poderia, teoricamente, remunerar seus produtores, se os produtos lácteos fossem vendidos com as cotações vigentes no período.

O indicador IFCN é elaborado da seguinte forma: 1 – Leite em pó desnatado & Manteiga (35%); 2 – Queijos e Soros de leite (45%); e 3 – Leite em pó integral (20%).

- O Índice IFCN dos custos da alimentação representa o nível dos preços no mercado mundial de insumos para ração, farelo de soja e milho.

A relação entre o preço do leite e a cotação da ração, indica a lucratividade. De uma forma simplificada, mostra quantos quilos de ração o produtor pode comprar com a venda de um quilo de leite. Uma relação leite/ração maior que 1,5 é considerada favorável. Se o aumento da produção se dá via utilização de concentrados, e a razão continua subindo, o sistema é recomendável.

Por outro lado, se a razão for caindo em direção a 1, ou menos, o concentrado pode significar aumento do prejuízo.

Receba Notícias no Whatsapp

"plano de saúde"