Logo

Quinta, 12 Dezembro 2019 12:18

LED traz economia e experiência nos supermercados

Escrito por 

Iluminação de LED - O setor de supermercados registrou, segundo a Associação Brasileira de Supermercados (Abras), aumento de 8,05% nas vendas entre abril de 2018 e abril de 2019.

Para atuar competitivamente no segmento que está em constante crescimento é necessário investir em inovação para eficiência energética. E uma das formas com ótimo retorno de investimento é por meio da iluminação de LED.

Uma pesquisa da Kellogg School of Management descobriu que a iluminação pode alterar a probabilidade de uma pessoa tomar decisões de compra prazerosas e não práticas. A luz ambiente é uma experiência muito importante e por meio do LED pode ser mais facilmente controlada, contribuindo para o aumento na venda de itens valorizados pela incidência de luz adequada, por exemplo.

Sem a iluminação correta, a mercadoria não ganha atenção, desperta pouco interesse e simplesmente não vende. Por outro lado, o excesso de luz poderá acarretar em ofuscamento. O ideal é procurar atingir o equilíbrio, evidenciando o produto sem incomodar os clientes.

 

Nos supermercados o ideal é que as luminárias tenham um facho de iluminação mais aberto, pois desta forma é possível distribuir melhor a luz e gerar pouca sombra nos ambientes comuns. Já no caso de atacados ou “atacarejos”, que têm porta-paletes altos, o indicado são as luminárias com facho fechado, canalizando a luz para o corredor, do contrário a parte superior será iluminada, gerando sombra e uma luminosidade ineficiente.

 

Para tornar um ambiente de público popular mais atraente, uma luz mais clara, forte e uniforme é mais efetiva, pois transmite a impressão de agilidade. No caso de lojas sofisticadas, o uso da sombra é importante para dar uma sensação de conforto. O ideal é produzir contraste da iluminação ambiente, focando a luz nos objetos mais importantes para venda e ofuscando o que não remete a venda. Porém cuidado, pois uma loja que se encontra em autêntica penumbra traz, certamente, uma péssima primeira impressão. O mesmo acontece se, ao entrar, o cliente tiver a sensação que levou um flash nos olhos, pois haverá desconforto causado pelo ofuscamento.

 

Outro aspecto da iluminação que é de extrema relevância quando se fala no destaque e na valorização de determinados produtos nos setores de frutas e verduras ou panificadoras, por exemplo, é o índice de reprodução de cor (IRC). Uma iluminação com baixo IRC pode tornar produtos de muita cor, como frutas, verduras e pães pouco atrativos e diminuir consideravelmente as vendas destes itens.

Podemos resumir assim as premissas luminotécnicas para supermercados:

 

 

Além disso, iluminação LED conta com vantagens para o estabelecimento em termos de temperatura ambiente e consumo de energia, pois esse tipo de iluminação não exige manutenção com a troca constante e em curto prazo de luminárias, evitando transtornos na montagem e desmontagem de andaimes, por exemplo. Outro entrave para os procedimentos de manutenção é o acesso ao supermercado, que não é fácil. Geralmente, ocorre fora do horário de expediente do estabelecimento, necessitando de mão de obra e adicional noturno. Vale destacar que o LED também tem o benefício da confiabilidade e o risco de incêndio ou explosão é significativamente menor do que em luminárias convencionais.

 

Em termos financeiros, a maior vantagem é que a economia pode ficar em torno de 60%, quando se comparando a substituição de lâmpadas convencionais por luminárias LED de alto rendimento. Isso também significa que provavelmente serão utilizadas menos luminárias do que em um projeto com luminárias e lâmpadas convencionais. Esse cálculo de equivalência é feito a partir da comparação entre dois cenários iguais em que só muda o tipo de iluminação. A diminuição de carga instalada gera economias no consumo de energia, bem como nos acessórios de instalações elétrica como cabos e interruptores.

O ideal é que cada estabelecimento tenha um projeto customizado, conforme o porte e tipo de supermercado, levando em consideração o público alvo e as peculiaridades de cada ambiente.

* Rodrigo Travi é CEO e Diretor Comercial da LEDAX. É um empreendedor serial e formado em Engenharia Elétrica e Eletrônica pela Universidade Federal da Bahia.

 

Informações adicionais

  • NUMERO SELECTUS: 5800
  • Fonte da Notícia: Super Varejo
  • Data: Quinta, 12 Dezembro 2019
Lido 58 vezes