Logo

Quinta, 12 Dezembro 2019 12:16

NZ – Alerta aos consumidores sobre não conformidade em leite cru

Escrito por 

Leite cru/NZ – Fornecedores de leite cru não registrados foram notificados e impedidos de vender o produto após um ano de investigação feita pelo Ministério da Indústria (MPI).

Alguns fornecedores estão colocando em risco a saúde do consumidor, disse o MPI. Foram realizadas operações de busca e apreensão em Auckland, Hawke’s Bay, Manawatu, Horowhenua, Nelson e Southland no início da semana.

 

Melinda Sando, responsável pela conformidade de alimentos do MPI, disse que o propósito da operação de busca é reunir provas e evidências para investigações adicionais. “Acreditamos que os fornecedores notificados estão operando fora das normas, e ao não cumprir o regulamento para a venda de leite cru eles colocam em risco a saúde do consumidor. Foram registrados diversos casos de pessoas adoecendo depois de beber o leite cru de alguns desses fornecedores. Não podemos deixar que isso continue”.

 

Ela disse que o leite é um produto de risco quando não é pasteurizado pois não remove bactérias, incluindo E.coli, listeria e campylobacter.

“Essas bactérias causam diarreia e vômitos graves, e ocasionalmente podem causar problemas mais sérios como aborto espontâneo, paralisia, meningite e problemas renais. O leite cru também pode ser fonte de tuberculose”.

 

Melinda Sando disse que o MPI não está dizendo para não beber leite cru. “Estamos dizendo é que, quando as pessoas optam por beber leite cru não pasteurizado, elas podem fazer essa escolha com um certo grau de confiança de que o leite que está sendo consumido é produzido dentro de certos padrões pré-estabelecidos”.

Ela sugeriu que as pessoas comprem de fornecedores registrados no MPI.

 

Todos os fornecedores foram consultados sobre o regulamento de leite cru, que entrou em vigor em 1º de março de 2016. “Os fornecedores precisam parar de vender produtos não regulamentados. Eles poderão retomar a venda assim que cumprirem os requisitos que os tornem compatíveis. Esperamos que coloquem a saúde humana em primeiro lugar. É a coisa responsável a se fazer”.

 

Informações adicionais

  • NUMERO SELECTUS: 57800
  • Fonte da Notícia: Rural Life – Tradução livre: Terra Viva
  • Data: Quinta, 12 Dezembro 2019
Lido 46 vezes