Logo

Quarta, 11 Dezembro 2019 11:22

Uruguai – Ausência de chuvas castiga produtores de leite

Escrito por 

Clima/UR – A baixa ou ausência ocorrência de chuvas nos últimos 20 e 25 dias em quase todo território nacional afeta de diversos modos os agricultores, prejudicando muito os produtores de leite e as culturas verão, e um pouco menos os pecuaristas de corte que suportam um pouco mais a escassez hídrica.

No caso dos produtores de leite, houve queda “acentuada” nos volumes de sólidos do produto recebido nas fábricas, lamentou Walter Frisch, presidente da Associação Nacional dos Produtores de Leite.

Isso, destacou, gera um severo dano à renda da fazenda, dado que o produtor dobra não pelo leite entregue, mas, pelo nível matéria gorda e proteína contido no leite.

 

Mas, além de cair o percentual de sólidos, existe sensível perda no volume geral captado, o que é um problema para a indústria. Estima-se que já houve queda de quase um milhão de litros por dia em relação aos cinco milhões de litros diários que estavam sendo enviados no início de novembro, quando o cenário de déficit hídrico ainda não tinha se instalado.

 

A queda nos níveis de sólidos do leite caiu, inclusive em rebanhos de genética da raça Jersey, que tem a características de produzir mais matéria gorda e proteína do que animais da raça holandesa, a que predomina no país.

Outro aspecto a considerar, disse Frisch, é o prejuízo que esta seca causa nos plantios de sorgo e milho, o que resultará na dificuldade em produzir comida para os próximos meses.

 

 

 

Em muitos caso foi necessário recorrer a suplementos e forragens, aumentando os custos, mas, também, em algumas fazendas a opção foi racionar o pastejo para proteger a alimentação disponível.

 

Informações adicionais

  • NUMERO SELECTUS: 5799
  • Fonte da Notícia: El Observador – Tradução livre: Terra Viva
  • Data: Quarta, 11 Dezembro 2019
Lido 76 vezes