Logo

Segunda, 09 Dezembro 2019 11:43

Saldo da balança comercial mineira acumula superávit de US$ 14,835 bi

Escrito por 

Balança - O saldo da balança comercial mineira registrou superávit de US$ 14,835 bilhões no acumulado dos 11 primeiros meses de 2019, de acordo com os dados divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério da Economia.

O resultado foi 8,53% maior do que os US$ 13,669 bilhões apurados em igual época do ano passado. Quando considerado o volume transportado, houve retração de 12,91% sobre o mesmo intervalo de 2018. Enquanto no acumulado de janeiro a novembro deste ano a diferença entre exportações e importações somou 120.433 milhões de toneladas, nos 11 meses de 2018 chegaram a 138.292 milhões de toneladas.

Apenas no mês passado, as cifras do comércio exterior do Estado apresentaram queda de 18,66% e os volumes transportados, de 26,83%, sempre na comparação com novembro de 2018. O superávit do décimo primeiro mês deste ano chegou a US$ 9,49 bilhões e no mesmo mês do exercício passado foi de US$ 12,97 bilhões. Os volumes foram de 9,49 mil toneladas contra 12,97 mil toneladas, respectivamente.

Quanto às exportações, somente o valor no acumulado de 2019 registrou alta. No acumulado dos 11 primeiros meses do ano somaram US$ 23,079 bilhões, representando alta de 4,52% sobre os US$ 22,079 bilhões do ano anterior.

 

Em termos de volumes, as exportações no ano somaram 130 milhões de toneladas, contra 148 milhões de toneladas no exercício passado, uma queda de 12,2%.

Somente em novembro, as exportações somaram US$ 1,956 bilhão neste ano e US$ 2,203 bilhões em 2018. O resultado representa uma retração de 11,2%

Produtos – Os embarques de minério de ferro somaram US$ 7,393 bilhões nos primeiros 11 meses de 2019. Na mesma época de 2018 foram US$ 6,165 bilhões. Isso significa aumento de cerca de 20% entre os períodos.

Minas embarcou, entre janeiro e o mês passado, 114,4 milhões de toneladas de minério. Na mesma época de 2018 este número chegou a 128,2 milhões de toneladas. Uma queda de 10,7%. Ainda assim, o insumo siderúrgico continuou como principal produto da pauta de exportações do Estado.

No mês, os valores das exportações do insumo siderúrgico mantiveram a curva de crescimento (2,43%), com US$ 588 milhões, mas os volumes apresentaram baixa de 18%. Ao todo foram embarcadas 9,084 milhões de toneladas no mês passado, contra 11,893 milhões de toneladas em novembro de 2018.

 

Já as remessas de café ao exterior aumentaram em quantidade e rendimento. O Estado embarcou 1,473 milhão de toneladas até o mês passado contra 1,117 milhão de toneladas em 2018. Isso equivale a um aumento de 31,8% entre os períodos. Já em receita, a commodity rendeu US$ 3,181 bilhões sobre US$ 2,766 bilhões, alta de 15% em igual confronto.

No mês, o volume chegou a 148 mil toneladas contra 170 mil toneladas em novembro do ano passado. Já as cifras foram de US$ 323 milhões sobre US$ 377 milhões, baixa de 14,3%.

 

Importações – No que se refere às importações, houve baixa no valor gasto por Minas Gerais no acumulado de janeiro a novembro deste ano. Nos onze meses de 2019 foram US$ 8,244 bilhões e em igual período de 2018, US$ 8,41 bilhões. Isso representa queda de 1,97% entre os períodos. Em volume, o Estado somou 9,575 milhões de toneladas importadas neste ano e 9,790 milhões de toneladas no ano passado, uma queda de 2,1%.

 

Em novembro deste ano, foram gastos US$ 784 milhões para a compra de 856 mil toneladas de produtos. No mesmo mês de 2018 os números foram de US$ 762 milhões e 916 mil, respectivamente.

O produto mais comprado por Minas Gerais no mercado internacional foi a hulha betuminosa, que é o carvão mineral, usado nos altos-fornos de usinas instaladas no Estado. Ao todo foram aportados US$ 577 milhões nos 11 primeiros meses deste ano, valor 630% maior que na mesma época de 2018, quando apenas US$ 79 milhões haviam sido destinados. No mês, foram US$ 21 milhões para a compra de 133 mil quilos do insumo.

Informações adicionais

  • NUMERO SELECTUS: 5797
  • Fonte da Notícia: Diário do Comércio/MG
  • Data: Segunda, 09 Dezembro 2019
Lido 39 vezes