Terça, 04 Dezembro 2018 16:14

EUA – Entidades do setor lácteo comemoram modernização do NAFTA

NAFTA – A Federação Nacional de Produtores de Leite (NMPF) e o Conselho de Exportação de Laticínios dos EUA (USDEC) elogiaram o governo Trump pela assinatura do Acordo Comercial EUA-México-Canadá (USMCA).

O USMCA beneficiará o setor lácteo dos EUA, mantendo a estrutura geral de comércio do Acordo de Livre Comércio da América do Norte (NAFTA) que vigorou por 24 anos, mas, incorporou novos compromisso para fortalecer as e perspectivas de exportação de lácteos dos EUA. Graças ao NAFTA o México é atualmente, o maior destino das exportações de produtos lácteos dos EUA, faturando US$ 1,2 bilhões no ano passado. Os EUA dominam o mercado do México, chegando a representar três quartos dos lácteos importados. Ainda que a indústria de laticínios dos EUA tenha procurado uma expansão mais profunda do mercado mexicano e controle maior do setor lácteo canadense, tanto a NMPF como a USDEC elogiaram os negociadores dos EUA por seus esforços em denunciar práticas que distorcem o comércio com o Canadá. O acordo inclui reformas ao controverso sistema de preços dos lácteos canadense e o sistema de acesso ao mercado – os principais objetivos do setor lácteo dos EUA.

Além de reservas específicas do mercado lácteo canadense, o USCMA incluiu novas ferramentas como a inclusão de um rigoroso capítulo sobre questões fitossanitárias, e disposições destinadas a combater o uso indevido de indicações geográficas que aumentam as barreiras às exportações norte-americanas.

Os dirigentes da indústria disseram que o impacto final do acordo, que deve ser aprovado pelo Congresso, dependerá de como ele será implementado pelos três países. A indústria de laticínios dos EUA se engajará na busca de apoio no Congresso, para aprovação do acordo, e ao mesmo tempo buscará garantias de que o Canadá cumprirá seus compromissos de maneira justa e transparente.

“A assinatura do USMCA dará à indústria de laticínios da América mais segurança em 2019” diz Tom Vilsack, presidente do USDEC.

As organizações de laticínios pediram aos governos dos três países que deem o próximo passo em direção a melhores relações comerciais, removendo as tarifas atualmente impostas sobre as exportações agrícolas.

“Agradecemos a Administração Trump por reduzir nossos problemas e lutar por um melhor acordo com o Canadá”, disse Jim Mulhern, presidente da NMPF. “Esse foi um ano repleto de desafios para os produtores de leite, que viveram com preços baixos e efeitos danosos de retaliações tarifárias que elevaram os custos em US$ 1,5 bilhões. Com a assinatura desse acordo, recomendamos que o governo reveja outras tarifas que estão dificultando o comércio norte-americano, inclusive as tarifas de aço e alumínio impostas ao México, e continuar avançando na conquista de novos acordos de livre comércio como forma de resolver conflitos comerciais”.

Informações adicionais

  • NUMERO SELECTUS: 5547
  • Fonte da Notícia: USDEC – Tradução livre: www.terraviva.com.br
  • Data: Terça, 04 Dezembro 2018
Lido 31 vezes