Thursday, 11 January 2018 16:27

Os preços dos alimentos caem em dezembro depois de um ano inteiro em alta

Índice FAO Alimentos – Em dezembro o índice FAO do preço dos alimentos caiu 3,3%, mas ainda assim 2017 fechou 8,2% maior que 2016. De acordo com os índices publicados hoje, os preços mundiais dos alimentos caíram em dezembro em decorrência de fortes quedas nas cotações de óleos vegetais e produtos lácteos.

O índice, que permite acompanhar a evolução mensal dos principais grupos de alimentos, atingiu 169,8 em dezembro de 2017, apresentando redução de 3,3% em relação a novembro de 2017. Apesar da queda registrada no final do ano, o índice FAO dos alimentos teve média 174,6 pontos em 2017 – a maior média desde 2014 – e alta de 8,2% em relação a 2016.

O índice dos preços dos produtos lácteos caiu 9,7% em dezembro, em relação a novembro.

As cotações de óleos vegetais caíram 5,6% em novembro, principalmente pelos grandes estoques de óleo de palma na Malásia, e na Indonésia. Uma situação que refletiu também nas cotações do óleo de soja. Em 2017, o subíndice óleos vegetais fechou 3% acima do valor verificado no ano anterior.  

O preço do açúcar também caiu 4,1%, principalmente por fatores sazonais e da previsão de boas ofertas futuras. Em 2017, a média do índice do açúcar caiu 11,2% em relação a 2016, isto em grande parte diante da excepcional colheita no Brasil, o principal produtor mundial.

O índice dos cereais ficou estável pelo terceiro mês consecutivo, sendo a queda nos preços mundiais do trigo compensada pelo aumento verificado nas cotações do milho e do arroz. Em dezembro, foi fixado em 152,7 pontos, uma ligeira retração em relação a novembro, mas alta de 7,4% em relação a dezembro de 2016. A oferta abundante fez caírem as vendas e contribuir para o enfraquecimento nas cotações do trigo. Entretanto, os preços internacionais do milho subiram diante das preocupações com fenômenos meteorológicos na Argentina, enquanto que o arroz continuou sua tendência de elevação, dentro de um contexto de demanda firme e desvalorização das moedas nos principais países exportadores. A média do índice dos cereais no ano de 2017 ficou em 151,6 pontos, uma alta de 3,2% em relação a 2016, mas, muito abaixo dos níveis recordes de 2008 e 2011.

O índice FAO para preços de carne fechou em 171,6 pontos em dezembro, um leve recuo em relação ao valor revisado de novembro. As cotações internacionais da carne bovina caíram em decorrência da oferta mais abundante tantos nos mercados internos, como no mercado mundial. O contexto geral de equilíbrio entre a oferta e a demanda foi sentida nos preços da carne suína, ovina e de aves, que ficaram bastante estáveis. A média do ano de 2017 do índice FAO para preços de carne fechou em 170 pontos    

 

Additional Info

  • NUMERO SELECTUS: 5324
  • Fonte da Notícia: FAO – Elaboração e tradução livre: Terra Viva
  • Data: Thursday, 11 January 2018
Read 810 times