• Logo Ablv.gif
  • catlogo.gif
  • cIsis.png
  • baldebranco.jpg
  • tirolezlogo0311.jpg
  • Pirakids_school.png
  • Abiq New.jpg
  • Zero-Lactose.png
  • 1609g100.gif
  • Logo Scala - Cpia.gif
  • Logo bebamaisleite.png
  • logoserramar.jpg
Quarta, 06 Dezembro 2017 13:25

Nova Zelândia - o número de vacas cai, a produção de leite aumenta

Leite/NZ – Os ativistas contra o leite devem se orgulhar: o rebanho em ordenha na Nova Zelândia encolheu pelo segundo ano consecutivo. Mas a produção de leite continua a aumentar, de acordo com as últimas estatísticas.

O NZ Dairy Statistics mostra que o número de vacas em ordenha e os rebanhos caíram. O número de vacas é de 4,86 milhões, queda em relação às 4.99 milhões de 2015-16; e o número de rebanhos também caiu de 11.918, para 11.748, perda de 170. Mas, nos últimos 12 meses encerrados em junho de 2017, a média de produção por vaca bateu o recorde em quantidade e em sólidos totais. A média de produção por vaca foi de 4.269 litros em 2016-17, contendo 381 kgMS, enquanto na temporada anterior os valores foram 4.185 litros e 372 kgMS, respectivamente. No entanto, apesar da queda no número vacas as indústrias de laticínios processaram quantidades similares de leite: 20,7 bilhões de litros, contendo 1,85 bilhões kgMS em 2016/17, em 2015/16 foram 20,9 bilhões de litros e 1,86 bilhões de kgMS.

Para a DairyNZ os resultados são positivos para a Nova Zelândia e seus agricultores. O economista sênior, Matthew Newman disse que a tendência de crescimento da produtividade animal mostra que os agricultores estão optando por animais que sejam ano após ano, mais eficientes na conversão de capim em leite – que é o objetivo da indústria.

“Estamos produzindo quantidades similares de leite com menos vacas, parcialmente porque estamos criando animais melhores, e também estão sendo mais bem alimentados”, disse Newman. “O rebanho médio é de 414 vacas, abaixo das 419 de 2015/16. Temos agora o menor nível de vacas em ordenha, desde 2012. A Ilha Norte diminuiu 90.000 vacas, ficando com 2,89 milhões. Na Ilha Sul a queda foi de 46.000, totalizando 1,97 milhões”.

O analista dos mercados da Nova Zelândia, Malcolm Ellis diz que as estatísticas refletem a mudança do setor. “Os agricultores estão adotando tecnologias, como em uma indústria, e se eles não estão ordenhando mais vacas, eles precisam estar ordenhando as melhores. O pagamento menor em temporadas anteriores, forçou os agricultores a reconsiderarem seus efetivos, como parte de uma revisão mais ampla dos sistemas de manejo, e estes dados mostram o quanto pode ser pago a uma atividade agrícola. O fundamento é a melhoria do rebanho. Substituição por novilhas que sejam superiores às mães em termos de produtividade, longevidade e fertilidade”.

Informações adicionais

  • NUMERO SELECTUS: 5304
  • Fonte da Notícia: Rural News – Tradução livre: Terra Viva
  • Data: Quarta, 06 Dezembro 2017
Call me on Skype Subscribe on YouTube

Receba Notícias no Whatsapp